domingo, 1 de março de 2009

Um manifesto para transformar o Sumaré em ponto turistico.


        Venho aqui propor um pedido um pouco polêmico: seria a transformação do parque de transmissão do Sumaré em ponto turistico.Falo isso, pois a visão do lugar é linda e de la se vê o Cristo, Pão de Açucar e todos os pontos turisticos com toda a precisão e beleza possíveis. Além do que o próprio lugar tambem ser bonito e aquelas torres naquele local, embora muitos não concordem, também embeleza o cartão postal carioca.
        Tal lugar é proibida a visitação, pois segundo as emissoras, em particular a Globo, há perigo de radiação das antenas e o fato de atrapalhar o trabalho dos funcionários la de cima. Pórem, em parte isso não é verdade, pois em relação a questão de radiação elétromagnetica, ninguém moraria ou trabalharia ao lado das antenas da MTV, SBT e Rede TV no bairro homônimo em São Paulo. Em Brasilia, a torre de televisão que fica no Eixo Monumental, não seria ponto turistico de la e no caso desta ultima, há várias antenas de diversas emissoras instaladas na mesma torre e mesmo assim ela é ponto turistico. Em Aracajú as torres de televisão ficam ao lado de residências como é o caso da Tv Sergipe, da Canção Nova e da Tv Atalaia e mesmo assim ninguém tem problemas de radiação. Portanto, tal afirmação não faz sentido, se fosse assim tais lugares onde ficam essas torres seriam desabitados e teriam proibidas construções em seu entorno, coisa que não acontecem nas cidades citadas, com excessão de Brasilia por conta de seu plano urbanistico e nada mais, pois se não fosse por isso la também poderia ser contruida casas ao lado desta torre. E com relação aos funcionários, a maior parte deles fazem manutenção nas antenas e nos transmissores de madrugada, isso porquê se for feito de dia teria que reduzir a potência do transmissor ou pior do que isso, desliga-lo o que ocasiona em prejuizos para as emissoras em termos de publicidade e audiência. Tanto é que neste periodo é que elas anunciam sua saida do ar para manutenção ou atenuam seu sinal . A própria Globo faz isso.      Lembrando que a maior parte do dia estes mesmos funcionários ficam sem nada para fazer, pois como eu disse, o trabalho só acontece mesmo de madrugada, só em casos muito especiais é que acontecem de dia.
E diante dessa situação é que eu proponho a transformação em ponto turístico tanto para fins de turismo convencionais como para turismo técnico. Quando falo em turismo convencional, falo  daquele que visitaria o Sumaré tal qual visitaria o Cristo, o Pão de Açucar, a própria Floresta da Tijuca e etc, apenas para conhecer o ponto turístico, admirá-lo, tirar fotos e principalmente as belezas naturais no seu entorno como citei no primeiro parágrafo, além é claro, das próprias torres que dão beleza ao local e geram admiração e curiosidade do turista. Quanto ao turismo técnico, seria para aqueles profissionais ou mesmo estudantes das áreas de eletrônica, telecomunicações ou mesmo de elétrica e também para radioamadores legalizados conhecerem os equipamentos, as antenas, fabricantes dos mesmos e as tecnologias empregadas nas transmissões, ainda mais agora com a entrada da Tv Digital e mais para frente do Radio Digital. Tal visita é extremamente enriquecedora para aqueles que são das áreas citadas além de poderem admirar a beleza do local. Eu particularmente vou pelos dois sempre que posso e só consigo ir la, pois tenho amigos que trabalham lá.
           No inicio da decada de 90, houve um projeto da prefeitura em transformar aquele lugar em ponto turístico, pórem as emissoras barraram o projeto e ele não foi adiante. Recentemente, o Ibama, por influência da Globo, quis colocar uma guarita de identificação na entrada do Sumaré em que os funcionários seriam identificados por crachá e só teriam a entrada liberada lá com os mesmos, proibindo a entrada de visitantes definitivamente, pórem graças a Deus, isso não foi adiante.O motivo seria porque empresas de radio taxi e de internet via radio piratas estavam instalando antenas no local. Tal noticia fôra divulgada em outubro do ano passado na Coluna Gente Boa escrita pelo colunista Joaquim Ferreira dos Santos no jornal O Globo, do mesmo grupo da empresa que quer embarrerar a entrada de visitantes por lá. Ai me vem a pergunta: por que as emissoras de Tv em particular a Globo querem impedir o Sumaré de virar ponto turístico?qual o verdadeiro motivo por tras? Em relação a Globo, a torre dela já é murada com muros de pedra (o que lembra fortalezas de quarteis do Exército) possui seguranças de empresas de carro-forte armados até os dentes guardando e controlando a entrada em sua base de transmissão, a entrada lá mesmo se conseguindo autorização la no Jardim Botânico é extramamente restrita até para seus próprios funcionários dela mesma, imagine os terceirizados? Vale lembrar que a base dela é a unica que é assim, as outras emissoras é só operador no caso das Tvs, isso quando eles estão lá, no caso das rádios Fms. A unica que tem segurança depois da Globo é a Tv Brasil, mesmo assim este não fica armado até os dentes e a base da mesma não é cercada de todos os lados como a da Globo. Se a Globo ja tem esse aparato de segurança em sua base por que ela quer restringir a entrada em áreas que não estão sob seu domininio? Isso não é compêtencia do Ibama e da policia que já o faz?
    Voltando o assunto, em relação ao potêncial turistico do local, se fosse possível , poderia se colocar restaurantes, lojinhas de conveniências, um hotel, em torres como a da própria Globo, SBT e Rede Tv!.  Poderia se colocar um mirante para os turistas desfrutarem das belezas naturais vistas de cima das mesmas. Na própria torre da Rede Tv! ja da para ter uma vista privilegiada da Zona Sul, em particular da Lagoa Rodrigo de Freitas.È claro que para isso se tornar viavél teria que reforçar a segurança e o acesso nas próprias bases de transmissão para evitar a entrada de intrusos, bem como para segurança dos próprios visitantes para se evitar assaltos e outras coisas do tipo, melhorar as vias de entrada, duplicando-as, incluido-se ai a própria Estrada do Sumaré em função do trafego futuro de veiculos que aquele lugar poderia receber.
        Poderia se ter também lá um museu contando a história daquele local e dos meios de comunicações brasileiros como a Tv e o Radio.Vale lembrar que as duas primeiras emissoras a instalarem antenas la no Sumaré foram a TV Rio (hoje Tv Record) e a Radio Imprensa. A Tv Rio instalou seu sistema irradiante lá em maio de 1955, juntamente com a Radio Imprensa que instalou sua antena na torre da mesma, para em julho do mesmo ano a Tv Rio entrar no ar. Antes a unica torre de transmissão de Tv que tinha era a da Tv Tupi que não era lá e sim no Pão de Açucar.Dois anos depois é que a Tv Tupi vai instalar sua base de transmissão no Sumaré, base éssa ocupada hoje pelo SBT. Vale lembra que a torre e a base de transmissão da Tv Rio hoje são ocupadas pela Radio Nativa, dos Diarios Associados, que até dois anos atras ocupavam a base do SBT que fôra sua no passado na época da TV Tupi. E que esta ultima após a cassação de sua concessão vendeu sua base para o SBT e para manterem a então Tupi FM (Nativa FM) la, fizeram um contrato de comodato com o mesmo que acabou em 2003. Depois disso eles ficaram lá até 2006, via aluguel do espaço, para então se mudarem para o atual endereço, em que aproveitaram para trocar todo sistema irradiante. Na parte onde fica a Globo, próxima a torre da Tv Brasil é possivél ver os escombros das ferragens da torre da extinta Tv Excelsior que caiu num temporal no ano de 1969. Bem, como vocês viram, aquele lugar tem muita história para contar que poderia dar num livro. Os funcionários que lá trabalham, parte deles tem até 40 anos de serviços prestados naquele local.
         Como eu disse, la tem excelente potêncial turistico a ser explorado e que o Rio seus moradores perdem por não poder ser explorado.Seria interessante o Ibama, a prefeitura e as emissoras reverem esta posição e liberarem aquele lugar para visitação, claro dando infra-esturura antes de se liberar o local.O Rio e os turistas agradecem!

2 comentários:

Juan disse...

Concordo com vc, kra!Sempre pensei desta forma, e já tinha esse pensamento desde pequeno.Finalmente achei alguém que compartilha dessa mesma idéia.Vamos levar isso às autoridades, para a assembléia legislativa, paraa câmara de vereadores, fazer um abaixo assinado, sei lá.Mas vamos tentar sim, porque a nossa cidade merece.Quem nunca teve a curiosidade de visitar as torres do Sumaré?Abraço.
Juan Jacarepaguá-RJ

Marcelo Pereira disse...

Em Salvador, o bairro da Federação, é um bairro cheio de residências, algumas nobres e é onde ficam as antenas das principais emissoras que operam na cidade.

A retransmissora da TV Globo, inclusive, fica do lado de um campus universitário, onde cheguei a ter aulas de algumas disciplinas.