terça-feira, 27 de julho de 2010

Chega ao fim de um dos maiores representantes da alienação do brega-popularesco fluminense e brasileiro

 


     A Radio FM O Dia 100,5, deverá ter sua venda concluida ao grupo do trambiqueiro Edir Macedo ainda esta semana. Ela deverá sair até setembro da Rua do Riachuelo 359 no Centro e ir para Rua Gustavo Cordeiro de Farias em Benfica. Será menos uma porta de alienação que o povo terá que consumir a partir de agora, pois tal programação poderá está com os dias contados.
     Esta radio é a maior promotora das músicas que alienam a população carioca, das músicas brega-popularesca e de toda sorte de ritmos musicais da pior espécie. Esta radio é tão ruim que possui uma vinheta que destoa da programação, possui uma plástica pesada e uma linguagem sofrivel.
    Qualquer coisa, excetuando a programação da propria IURD e do David Miranda será melhor que está programação horrorosa. Até AM em Fm é aceitavel.
      Segundo fontes, ela deverá repetir em FM a programação da Record 990AM recém-reativada. A única coisa a ser lamentada nisso tudo é com relação aos profissionais que lá trabalham que perderão seus empregos e que poderá até atingir la no Sumaré( se bem que estes últimos poderão ficar na MPB, torço por isso). Mudanças técnicas como construção de um novo estúdio em Benfica e a transferência do sistema irradiante da sua futura ex-torre( que agora será somente da MPB FM) para torre da Tv Record ocorrerão em breve.
    De qualquer forma fico muito feliz com isso, pois assim como eu, Marcelo Delfino, Alexandre Figueiredo, seu irmão Marcelo Pereira e o menino prodígio Bruno Oliveira e tantos outros lutamos contra tudo o que promova alienação popular e é menos um baularte destes no mercado. Será menos um promotor do Favela Bass(erroneamente chamado de funk) no Rio, embora ainda tenha Furacão 107 e Beat 98.
    De qualquer forma novidades boas ainda teremos a frente como uma rádio rock de São Paulo tentando entrar no lugar de uma ex-rock ou numa concessão novinha em folha. De qualquer forma, aguardemos as cenas do próximo capítulo e festejemos esta grande vitória do povo fluminense, embora este mesmo povo não veja por este ângulo, mas verão em breve. E só!
     

2 comentários:

O Kylocyclo disse...

Leonardo, a notícia é boa, mas nos limitemos a sorrir. Os caminhos da mídia e do entretenimento são incertos.

É ótimo o fim da FM O Dia porque um dos templos da música brega-popularesca será derrubado, e futuramente isso pode refletir também na Nativa FM, que sofrerá o mesmo desgaste.

Mas vamos ter cautela, porque a música brega-popularesca hoje intensifica o lobby com a intelectualidade como opção ao jabaculê radiofônico que se torna a cada dia menos constante.

Só para se ter uma ideia, o traiçoeiro lobby da música brega-popularesca chega até mesmo a envolver a revista Caros Amigos e a coluna "Paçoca", de Pedro Alexandre Sanches, uma presença muito estranha na imprensa de esquerda, uma vez que se trata de um crítico com formação e experiência na imprensa conservadora, sobretudo na Folha de São Paulo.

O Kylocyclo disse...

Também, de que adianta só o fim da FM O Dia se ainda temos o "Noite Preta FM" da Preta Gil a vender a música brega-popularesca como se fosse o "filé" da Música Popular Brasileira?

Por isso, o momento não é de comemoração. Vencemos uma batalha, mas a guerra contra a alienação cultural ainda está longe do fim.